A capacidade de se comunicar de maneira efetiva com os outros é algo com que todos devem se preocupar, independentemente de seu papel. A comunicação com os colegas de trabalho, com os superiores, com os subordinados, com os alunos, com os professores, com as crianças, com os pais, etc., é essencial para avançar e alcançar os objetivos.

No entanto, a era digital parece ter complicado ainda mais a já difícil tarefa de se comunicar efetivamente e receber mensagens pessoalmente. Mas isso não é desculpa, porque, qualquer que seja o meio, a comunicação continua sendo a base de todos os tipos de relações humanas.

A seguir, analisaremos quais são as habilidades que cada pessoa deve desenvolver, independentemente de seu papel na família, no trabalho ou função social, para favorecer um relacionamento fluido e uma comunicação eficaz.

 

Saber escutar

Ser um bom ouvinte é uma das melhores maneiras de ser um bom comunicador. Ninguém gosta de se comunicar com alguém que se importa apenas com o que tem a dizer e não leva o tempo necessário para ouvir a outra pessoa. Mas não basta apenas prestar atenção, é preciso praticar a escuta ativa. A escuta ativa envolve prestar muita atenção ao que a outra pessoa está dizendo, pedir esclarecimentos por meio de perguntas e reformular o que a pessoa diz para garantir a compreensão.

 

Comunicação não verbal

A linguagem corporal, o contato visual, os gestos com as mãos e o tom da mensagem que você está tentando transmitir informações podem dizer mais que palavras, podem expressar até ideias contrárias.

 

Clareza e concisão

Tentar transmitir uma mensagem com o menor número possível de palavras é a maneira mais eficaz de se comunicar. Quanto mais se diz, mais risco pode correr, podendo perder o fio e complicar o assunto. Muitas palavras podem confundir e levar a mal-entendidos.

 

Bondade

Por meio de um tom amigável, uma pergunta pessoal ou simplesmente um sorriso, outros são incentivados a participar da comunicação de maneira aberta e honesta. Ser gentil fornece segurança ao outro e permite que ele se expresse livremente. Além disso, suaviza as mensagens mais difíceis e evita mal-entendidos que possam surgir por motivos relacionados ao tom.

 

Empatia

Mesmo quando você discorda do outro, é importante entender e respeitar o ponto de vista dele. Além disso, a empatia com os outros favorece a empatia deles com mais pessoas, favorecendo os relacionamentos e a comunicação e permite conversas mais abertas e honestas.

 

Respeito

As pessoas estarão mais abertas à comunicação se transmitir respeito por elas e suas idéias. Ações simples, como usar o nome de uma pessoa, não evitar o contato visual e ouvir ativamente quando a pessoa fala, farão com que ela se sinta apreciada.